Tag Archive: Pesca

07
abr

Mar Alto

Gelson de Almeida Jr.

Acabara de amanhecer, desanimado o grupo de pescadores deixa os barcos ancorados à margem do Lago de Genesaré e vai lavar as redes, a noite fora terrível, não haviam pego um peixe sequer, quem sabe na noite seguinte… outro dia, outro momento, outra oportunidade e as coisas seriam diferentes. Nem imaginavam que um pregador itinerante passaria por ali e mudaria sua vida para sempre.

Junto à praia a multidão se espremia para ouvir Jesus, a situação estava ficando insustentável, o Mestre entra em um dos barcos e pede que Pedro se afaste um pouco da praia para que toda a multidão possa vê-lo e ouvi-lo. Pedro e seus amigos ouvem atentamente a poderosa mensagem. Assim que encerra, Cristo ordena a Pedro: “Faze-te ao mar alto, e lançai as vossas redes” (Lucas 5:4 , NVI). Pedro diz que haviam passado a noite inteira pescando, sem apanhar nada, mas não conseguiu questionar o Homem de palavras tão firmes e poderosas. Foi mar adentro e jogou as redes, o resultado foi maravilhoso, tiveram que buscar ajuda, tamanho era o número de grandes peixes.

Não foi à toa que Cristo ordenou a Pedro que fosse ao mar alto. Desejava mostrar-lhe coisas importantes. No “mar alto” as ondas são maiores e o risco de tempestade também, as águas são profundas e qualquer acidente pode ser fatal, mas o “mar alto” é lugar dos grandes peixes, é o lugar onde as maiores vitórias são conseguidas. O esforço é maior, mas a recompensa também é maior.

Muitos obtêm resultados ínfimos porque fogem dos grandes desafios. Se após uma “noite” triste e infrutífera o Mestre lhe ordenar que vá ao “mar alto”, vá sem medo, confie nEle, a luta poderá ser grande, mas o resultado final será uma vitória que você nunca esquecerá.

01
abr

Sob tua palavra

Gelson de Almeida Jr.

“(…) sob tua palavra lançarei as redes”. Lucas 5:5

 

lançando redeApós uma noite inteira pescando Pedro e seus sócios saíram do mar e foram lavar as redes. Eis que o Mestre se aproxima e pede a Pedro “coloque barco novamente na água”, Pedro obedeceu.  Maravilhado ouviu-O falar à multidão que se ajuntara na praia. Em seguida Ele manda que Pedro vá, mar adentro, e lance as redes para pescar. Pedro diz que fizera isso a noite toda, mas sob a palavra dEle o faria novamente. O resultado não poderia ser melhor, foram tantos peixes que teve que pedir ajuda para levá-los à praia.

Pedro tinha argumentos muito bons para não fazer o que o Mestre pedia, estava exausto e navegar novamente seria difícil, estava frustrado por não pegar um único peixe e o que mais queria era sair dali, o mar não lhe trazia boas recordações, além do mais, o barco já estava devidamente ancorado. Qualquer um desses argumentos seria altamente justificável, mas não se diz “não” a um pedido de Cristo. Sorte a dele ter obedecido, deu carona para o Mestre, ouviu bem de perto um sermão Seu e não só presenciou, mas participou de um milagre Seu.

Uma noite inteira de tentativas infrutíferas calaram Pedro, seu irmão e os seus sócios, conhecidos como “filhos do trovão”. Desanimados e desestimulados agora lavavam as redes. Como pescadores haviam atingido o ápice da frustração. O sentimento de incapacidade e inutilidade era visível. Mas, em seu momento de maior baixa o Mestre apareceu e mudou tudo.

Se você se sente como aqueles homens, sabe do seu potencial, mas passa por uma crise tão grande, que parece que, quanto mais tenta reverter o quadro, pior ficam as coisas, que olha para o túnel e não vê o seu final, não se desespere. Para aqueles homens Cristo foi a solução, para você não será diferente. Assim como apareceu-lhes no momento mais tenebroso e os ajudou fará o mesmo com você. Ele está ao seu lado, pronto a ajudar, sob Sua palavra milagres acontecerão, creia.