Tag Archive: Eterno

24
nov

O Senhor é… ROCHEDO

Gelson de Almeida Jr.

Dentro da série de mensagens “O Senhor é” quero me fixar no primeiro adjetivo que Davi dá ao Eterno, ROCHEDO. Segundo as definições mais conhecidas, “rochedo” é uma grande massa de pedra firme, sólida, resistente e inamomível, pode ser escarpada, e, em muitos casos, está próximo ao mar. Como então entender o Eterno como o nosso Rochedo?

Ao escrever o Salmo 18 Davi se recorda da profunda angústia pela qual passara, afirma que estivera à beira da morte e sentia-se cercado de inimigos por todos os lados, mas havia se firmado no Rochedo. Que bela analogia para se utilizar para o Eterno, ROCHEDO!

Provavelmente você já tenha se deparado com um rochedo, quem sabe gastou precioso tempo admirando-o, mas com o ROCHEDO essa não é a melhor atitude, olhar o Eterno e apenas admirá-Lo, pouco ou nada adiantará, em algum momento uma tempestade nos derrubará.

Como nosso ROCHEDO o Eterno nos convida a uma relação mais dinâmica, nos convida a “escalá-Lo”. Quando escala uma montanha um alpinista normalmente enfrenta toda a sorte de problemas, ventos, tempestades, sustos com pequenos escorregões, temor, etc. Da mesma forma podemos passar por coisas do tipo ao buscar o cume do ROCHEDO.

Assim como o alpinista enfrenta problemas durante uma escalada poderemos enfrentar provas durante a subida. O alpinista nunca desiste no meio da escalada, se um problema mais sério surge ou o cansaço é extremo, temporariamente ele interrompe a escalada, mas nada o afasta do rochedo.

Não sei em que ponto você está da subida, pode ser que esteja difícil, mas não desanime, a “vista” no alto compensará qualquer esforço. Acredite, quando chegar lá em cima seu único pensamento será: Valeu a pena subir.

Portanto, não desista de escalar o ROCHEDO da salvação, por mais difícil que seja a escalada e por mais provas que surjam durante a subida, o prêmio final é maravilhoso. Hoje o ROCHEDO lhe dá toda a sorte de segurança e proteção, mas em breve Ele lhe dará a salvação.

02
mar

Como aumentar seu valor?

Gelson de Almeida Jr.

Como dobrar o valorBarcelona, 9 de agosto de 1992, muitos ainda lembram muito bem desse dia. O Brasil acordou cedo, pela primeira vez na História um time masculino de vôlei do Brasil chegava a uma final olímpica com grandes chances de alcançar o ouro olímpico. A seleção, comandada por José Roberto Guimarães, sagrou-se campeã, sendo o último ponto conseguido com um potente saque de Marcelo Negrão. Ainda me recordo de toda a jogada e da explosão de alegria do time após o ponto.

Uma bola de oficial de vôlei custa aproximadamente R$ 220,00, mas quanto valeria aquela bola logo após o saque de Marcelo Negrão? Quanto vale uma raquete de tênis em minhas mãos?  Com certeza o preço da loja, talvez até menos, alegariam já ter sido usada por mim, mas quanto vale uma raquete que já passou nas mãos de Dijokovic, Federer ou Nadal? Com certeza o preço subiria vertiginosamente. O preço se altera, para cima ou para baixo, dependendo das mãos que o seguraram.

Uma vara nas mãos de Moisés, durante muito tempo, serviu para que ele cuidasse do rebanho de seu sogro, mas após seu encontro com o Eterno serviu para abrir o Mar Vermelho, tirar água da rocha e outros milagres. Os cinco pães e dois peixes nas mãos do menino eram alimento para uma pessoa, nas mãos do Mestre viraram alimento para cerca de vinte mil pessoas.

Com certeza você já teve a sensação de que lhe dão pouco valor. Falando friamente, se fossemos avaliados pelo valor intrínseco dos materiais que compõe nosso corpo, o valor não seria grande coisa, mas se estivermos nas mãos do Eterno nosso valor aumentará consideravelmente. O seu valor poderá chegar a níveis inimagináveis se estiver nas mãos do Eterno. Escolha as mãos certas para o amparar.

20
jan

Seja um falador, por que Ele é um ouvidor…

Adriano Vargas

20140115-164518.jpg

“Ao SENHOR ergo a minha voz e clamo, com a minha voz suplico ao SENHOR.” Salmo 142:1

Sempre me deixa de queixo caído a chance de poder conversar com o Eterno por que sei que ele ouve minhas orações. A minha voz é importante no céu. E o Eterno me leva a sério. Não tenha medo de ser ignorado pelo Altíssimo. Mesmo que você gagueje ou tropece nas palavras, e mesmo que , a seus próprios olhos, o que você tem a dizer não impressione ninguém, impressionará o Eterno, e ele ouvirá.

Sim, Ele ouve o lamento sofrido pelo idoso na casa de repouso. Ele escuta com clareza a confissão do condenado na prisão. Quando o viciado implora por misericórdia; quando o marido ou a esposa busca orientação; quando o empresário ocupado se desvia do caminho para entrar numa igreja, o Eterno ouve.

Atentamente.

Cuidadosamente.

Deus quer ouvir o você tem a dizer. Sabendo que Ele ouve e se importa com o que acontece em sua vida, por que não conversar com Ele agora? É fácil. Interrompa a leitura do post por um instante, feche os olhos e comece abrir seu coração…

*Foto tirada na Missão Sertão do Valongo-SC, com um dos líderes da comunidade quilombola. Eu quis fazer missão e Deus ouviu minha oração!

06
jul

Filho Adotivo

Gelson de Almeida Jr.

“E nos predestinou para filhos de adoção por Jesus Cristo, para si mesmo, segundo o beneplácito de sua vontade” Efésios 1:5

Que grande declaração! Ser adotado pelo Eterno, antes da fundação do mundo (v. 4), para herdar a salvação. Somos mais que simples “criaturas”, somos “filhos” por adoção, por escolha livre, espontânea e amorosa do Pai.

Em sua obra “Compreendendo o Filho Adotivo”, Luiz Schettini Filho, afirma que para que o filho adotivo veja o pai adotivo como “verdadeiro pai”, é preciso que haja convivência entre ambos, pois, só assim, ocorrerão as trocas, como o tocar e ser tocado, o falar e ser ouvido, o chorar e ser consolado. É interessante notar como isto é uma realidade em nossa relação com o Pai. Quando aqui esteve, Cristo mostrou ser a expressão do Pai (João 14:9), o “Caminho” para o Pai (14:6) e disse que voltaria para o Pai, mas não nos deixaria órfãos, enviaria o Consolador (João 14:16). O Pai se deu a todo este trabalho porque nos ama e quer o nosso melhor.

Muitos não reagem bem à notícia de que são filhos adotivos, tanto que se criou o termo “filho do coração” para designar este tipo de relação. Voce é “filho do coração” do Pai, portanto não se rebele, ame-O, conviva com Ele e conheça-O. Assim procedendo voce terá dias mais felizes aqui e a certeza de que em breve Ele virá para buscá-lo, para as morar com Ele em Sua casa (João 14:1 a 3).