Tag Archive: Espírito Santo

30
ago

Resplandeça a Vossa Luz

Gelson de Almeida Jr.

Conta-se que certo homem entrou em casa à noite e achou que a luz emitida pela lâmpada estava muito fraca, não iluminava adequadamente o ambiente. Foi até a lâmpada para tentar descobrir o que estava acontecendo e viu que a mesma estava muito suja. Pegou um pano úmido e limpou-a por completo, ligou novamente a lâmpada e o ambiente ficou muito bem iluminado. A lâmpada estava boa, apenas estava suja.

Ao final do Sermão do Monte, em linguagem figurada, Cristo disse que somos a luz do mundo e que devemos fazer resplandecer a nossa luz (Mateus 5:14 – 16), afirma ainda que uma boa luz tem que ficar num local alto, visível o suficiente para iluminar o local onde está.

Em resumo, isto significa que, no plano espiritual, devemos fazer o melhor possível para iluminar os que estão ao nosso redor. Ao receber a Luz maior, através da presença do Espírito Santo em nós, devemos ser o melhor receptáculo possível para essa “luz”, afim de cumprirmos fiel e dignamente nossa missão. Deus é a Luz, mas nós somos a lâmpada que Ele quer usar para iluminar o caminho dos que estão a perecer nas trevas da ignorância e do pecado.

Assim como uma lâmpada suja não cumprirá seu papel adequadamente, não cumpriremos nosso papel como “luz do mundo” se o pecado estiver manchando/sujando nossa vida. Peça ao Eterno que o limpe de todo o mal e o torne Seu conduto de luz a este mundo. Somos a morada do Espírito Santo (I Coríntios 6:19), não temos o direito de buscar menos que a perfeição

20
jan

Faça a Diferença

Gelson de Almeida Jr.

Um ateu ouviu o testemunho de um homem que por muito tempo fora dominado pelo vício da bebida. Assim o homem acabou seu relato o ateu disse que tudo aquilo era uma grande bobagem, que não passava de tolice e imaginação, que era uma fuga da realidade, um sonho. A seguir sentiu um puxão na camisa, era uma garotinha que lhe disse:

– Por favor senhor, se ele estiver sonhando não o acorde. Ele tem sido um pai maravilhoso desde que teve um encontro com Jesus e parou de beber”.

Embaraçado o homem afastou-se, sem dizer qualquer outra palavra.

Poucos instantes antes de retornar ao Céu, o Mestre ordenou aos discípulos que, após receberem o poder, da parte do Espírito Santo, fossem Suas testemunhas, começando próximo de onde viviam até os “confins da Terra” (Atos 1:8). Não tenho dúvida de que, eles e outros, fizeram a sua parte, a prova é que as boas novas do Evangelho chegaram até nós, que estamos a milhares de quilômetros daquela região.

Ser cristão nada mais é que ser uma “testemunha”, uma testemunha do que o Eterno pode fazer na vida de alguém.

Quando colocamos uma roupa elegante, fazemos um corte no cabelo ou penteado que nos tornam atraentes, é comum ouvimos elogios e perguntas do tipo: Onde você comprou? Quem fez? Como conseguiu? Também é comum, ao contarmos de viagens ou passeios que fizemos, os ouvintes desejarem fazer o mesmo que nós. Estamos sendo boas testemunhas e outros querem fazer como nós, mas que tipo de testemunhas somos no aspecto espiritual? Aquilo que mostramos em nosso cotidiano faz com que outros desejem fazer o mesmo?

Gosto da frase que diz que ser cristão é fácil, difícil é fazer a diferença. Seja diferente, faça a diferença, seja uma testemunha.

02
jan

Paz infinita

admin

Paz A maioria das pessoas que “entra” para uma religião espera encontrar ali a paz. Isso é tão verdade que o próprio Jesus a prometeu para os seus discípulos (João 14:27). Mas o quê é paz? Vivemos em paz? As pessoas que seguem a Jesus têm paz?

“Eu não tenho paz” é a frase que já ouvi de algumas pessoas. Quando pergunto o porquê, geralmente a reposta é “porque não sinto”. Outras ainda apontam os problemas familiares ou financeiros para confirmarem sua afirmação. Isso me preocupa, pois muitas das coisas que elas citam fazem parte da minha vida. Também tenho problemas, preocupações e nem sempre sinto aquela tranquilidade dentro de mim.

Mas precisamos entender que o que Jesus prometeu em João 14:27 é, literalmente, infinitamente maior que uma mera ausência de problemas ou um sentimento. Cristo não está prometendo a paz que conhecemos, paz grega, aquela “sensação” boa de tranquilidade dentro do peito. O Mestre está oferecendo o Shalom que é a força para continuar seguindo em meio aos problemas, ou seja, força para lutar. E mais ainda, esse Shalom não é algo abstrato e sim concreto, que podemos tocar, uma Pessoa, um Consolador, o próprio Espírito Santo (João 14:16, 17, 26 e 27). Shalom não se conquista e sim se vive, pois Ele é uma Pessoa. Jesus nos dá a paz, mas não a paz do mundo e sim a paz dEle. Em outras palavras, Cristo está nos oferecendo uma Companhia, um Ser infinito que estará conosco lutando por nós o tempo todo.

Não viva mais sozinho. Receba de Cristo a Companhia perfeita, o verdadeiro Shalom. Experimente essa Companhia agora mesmo.

Paz seja com vocês. […] Recebam o Espírito Santo” (João 20:21 e 22).

Shalom