Tag Archive: cura

31
ago

O que você deseja?

Gelson de Almeida Jr.

Você, assim como eu, já ouviu essa pergunta diversas vezes. Com algumas variantes, via de regra é uma pergunta que nos traz alívio, principalmente quando nos sentimos meio perdidos ou confusos em uma determinada situação, querendo muito a ajuda de alguém.

Jesus-em-BetesdaEssa era a situação de um homem, paralítico há 38 anos e que estava junto ao tanque de Betesda aguardando um milagre, o de que alguém o colocasse no tanque assim que as águas fossem agitadas. Segundo a crença da época, o movimento das águas era causado por um anjo que descia dos céus, agitava as águas e curava o primeiro que nela entrasse.

Cansado de esperar pelo milagre o homem viu, certo dia, um estranho se aproximar e perguntar se queria ser curado. Respondeu que não tinha quem o colocasse dentro do tanque quando as águas se agitassem. Pobre coitado, estava diante do Comandante de toda a hoste angélica, que lhe pergunta se queria ser curado e ele apenas reclama que não tinha quem o colocasse na água quando o anjo viesse!

Situação idêntica a dele é a de muitos hoje em dia. Passam pela vida esperando por um milagre, querem a atuação do emissário celeste em sua vida, mas, quando estão diante dAquele que comanda todo o universo, Aquele que realmente pode mudar o curso de sua vida, que lhes pergunta o que desejam ou se querem ser curados, focam o olhar apenas no seu problema e na solução que acham ser a mais viável.

Tivesse Cristo atendido o desejo daquele homem, e o colocado dentro do tanque quando as águas se agitassem, provavelmente ele teria morrido paralítico. Felizmente o Eterno não nos atende do modo como gostaríamos. Nem sempre nos dá o que pedimos, mas sempre nos concede muito mais do que precisamos. Assim como atendeu os mais profundos anseios do paralítico Ele quer atender os seus. Portanto, abra os olhos, preste atenção no Homem que está ao seu lado. Deixe-O atuar em sua vida.

29
abr

O Toque do Mestre

Gelson de Almeida Jr.

É conhecida a história do leiloeiro que, leiloando um velho violino, estava tendo muita dificuldade para conseguir um valor razoável pelo instrumento, os lances estavam muito aquém do valor esperado. De repente um velho homem se levanta no auditório, dirige-se até onde estava o violino e começa a tocar uma linda canção. Quando acabou o público estava em êxtase, que som maravilhoso possuía aquele instrumento. O leilão recomeçou e o preço alcançado foi muito maior que o esperado. O toque do mestre fez com que todos vissem o verdadeiro valor daquele instrumento.

Ao longo do Seu ministério Cristo teve dezenas de encontros com pessoas que eram desprezadas pela sociedade. Leprosos, cobradores de impostos, surdos, mudos, paralíticos, endemoniados e mulheres com os mais diversos tipos de doenças e visibilidade social, pessoas que, no “leilão social”, nem atenção recebiam, foram por Ele atendidas, mais que atendidas, foram amadas, curadas e restauradas.

mao divina estendidaÉ interessante perceber que não existe nenhum relato de pessoas restauradas pelo Mestre que continuassem desvalorizadas após receberem o Seu toque. Assim como o toque do mestre fez subir o valor do velho violino, o toque do Mestre fez “subir o valor” de cada uma daquelas pessoas.

O Mestre que nunca rejeitou uma pessoa sequer, que mesmo pendurado na cruz restaurou um ladrão e lhe garantiu a vida eterna, quer tocar em você, transformá-lo, restaurá-lo e colocá-lo numa condição que nunca esteve antes. Não importa o seu valor, após o toque do Mestre ele aumentará inimaginavelmente. Vá até Ele, você não será rejeitado (João 6:37). Sua mão está estendida, deixe que Ele toque você.

11
mar

As aparências enganam

Gelson de Almeida Jr.

máscarasEsse dito popular se encaixa muito bem na vida de Naamã, comandante das tropas do exército da Síria, uma das nações mais poderosas em sua época. A seu respeito a Bíblia afirma: “(…) era grande homem diante do seu senhor e de muito conceito…” (2 Reis 5:1). Era poderoso, temido e invejado por todos, mas apenas pelos que não o conheciam na intimidade, o texto termina dizendo: “ele era herói de guerra, porém era leproso”.

Na Antiguidade a pior de todas as doenças era a lepra. Nos tempos de Cristo era apelidada de “açoite”, “dedo de Deus”. Naamã era invejado quando usava seus vistosos trajes de guerra ou de passeio, mas quando se despia a lepra se mostrava, cada dia mais se espalhando pelo seu corpo. Sentimentos controversos o cercavam, os que o conheciam superficialmente, o invejavam e os de sua intimidade, sentiam dó. E assim foi até que uma serva disse que tudo seria diferente se ele fosse ao profeta Eliseu.

Naamã se encheu de presentes (em valores atuais passaria dos R$ 15 milhões) e procurou o profeta do Altíssimo. Contando com uma recepção de gala e uma grande demonstração de poder, se decepcionou quando recebeu o recado de que se quisesse a cura deveria se lavar sete vezes no Rio Jordão. Quase a ponto de desistir acatou o conselho dos que o acompanhavam. Seis vezes se banhou e NADA aconteceu, mas, após a sétima vez, a lepra desapareceu.

Como Naamã, muitos apresentam uma imagem distante da realidade, com suas capas de pureza e retidão são invejados pelo que são ou fazem, mas como são diferentes para os que lhes são próximos, aqueles que os conhecem de verdade! A não ser que busquem o Senhor e sigam Seus conselhos, sua “doença” aumentará cada vez mais, até o dia em que os derrote por completo.  A cura poderá ser gradual como a de Naamã, mas, com certeza virá. Aquele que curou a lepra de Naamã quer curar-nos de todos os nossos males, libertando-nos de toda a angústia e aflição. Busque-O e a receba a cura.

13
maio

Árvores que andam

Gelson de Almeida Jr.

Embora estranho, o título acima é parte da frase dita por um cego após ser parcialmente curado pelo Mestre. Vamos ao fatos. Numa viagem a Betsaida, Cristo se encontrou com um cego que queria ser curado. Levou-o para fora da aldeia, colocou saliva em seus olhos, e perguntou se ele via. Feliz, disse que sim, pois via os homens, porque como árvores eles andavam (Marcos 8:24). Que infeliz, aparentemente não sabia a diferença entre um ser humano e uma árvore! Cristo, colocou novamente as mãos nos olhos do pobre homem, que passou a ver tudo de modo perfeito.

Se você e eu estivéssemos lá, quando ele disse enxergava muito bem, tanto que via os homens andando como as árvores, talvez tivéssemos rido da situação, mas Cristo não é assim, Ele nunca ri da situação ruim de alguém, mais que isso, sempre se apieda de Seus filhos e sempre os ajuda em tudo o que precisam. Fez um teste com o homem para ver o que ele achava de sua situação e ele não passou no teste, Cristo então completou o milagre, e o homem ficou maravilhado com o que via.

Essa história apresenta duas grandes lições, a primeira é que todo o processo de cura, não importa de qual tipo seja, começa com Cristo, a segunda lição é que toda a cura começa, mas também se completa com Cristo. Não importa qual seja o âmbito da nossa vida, material, espiritual, físico, ou emocional, é impossível haver restauração total sem a atuação completa do Médico dos médicos.

Aquele homem foi plenamente curado, pois foi até o Mestre e com Ele permaneceu até que o processo de cura se completasse. Se queremos cura devemos ir até o Eterno, mas se queremos cura completa devemos permanecer ao Seu lado. Vá ao Eterno, mas não se contente com uma cura parcial, fique ao Seu lado até que Ele complete a Sua obra, o resultado será maravilhoso.

14
maio

Quem é este?

Gelson de Almeida Jr.

Certa feita um paralítico foi trazido por quatro amigos para se encontrar com Jesus (Lucas 5:17-25). Devido à multidão presente não puderam chegar pelas vias normais até Cristo, decidiram então tomar uma atitude inusitada, abriram um buraco no telhado e desceram a cama do amigo até Jesus. Vendo tudo isto Cristo se apiedou do pobre homem e disse-lhe que seus pecados estavam perdoados. “Quem é este?” foi a pergunta feita entre escribas e fariseus, críticos contumazes de Cristo, que o acusavam de blasfêmia. Sabedor de tudo Cristo os repreendeu e, para mostrar o poder e a autoridade que possuía, disse ao homem para se levantar e caminhar.

Alí estava um homem esmagado pelo fardo do pecado, um homem que não podia mais andar e dependia dos amigos para se locomover, um homem que tentara de tudo para se curar, mas nada dera certo, Cristo era sua última esperança de alívio e cura para o sofrimento da alma e do corpo. Não foi desapontado, em poucos minutos ganhou as duas coisas, o perdão de toda uma vida de pecados e a cura da paralisia. Poucos minutos com Cristo reverteram aquilo que o pecado levara anos para destruir. “Quem é este?”, de forma clara e incontestável Cristo respondera à pergunta feita por escribas e fariseus.

A boa notícia é que o Cristo deste relato é o mesmo que ainda diz que os que forem até Ele jamais serão lançados fora” (João 6:37). O poder que agiu no paralítico está à sua disposição para o que for preciso. Ninguém que vá a Ele fica desapontado ou desamparado, pois a todos atende com amor e carinho. Nem sempre você receberá o que deseja, mas sempre receberá muito mais do que precisa. Apenas confie, vá até Ele e o milagre será feito.

17
mar

# Morte e Vida

Percebo que se tornou um hábito escrever esta semente do domingo depois de ouvir as palestras do programa Viva que acontecem no sábado à tarde. Não que faltem testemunhos do dia a dia, razão da existência das sementes semanais, para traçar um paralelo com a palavra de Deus. Mas, depois que me mudei para outro Estado, não podendo estar presente às programações, tenho me voltado mais ao site Nova Semente, pois assim continuo no caminho em que Deus me colocou a ouvir verdades que têm transformado minha vida. Ainda que pelo tanto que tenho sido transformado desde que ingressei em fevereiro de 2006, creio que a distância tem exercido sobre mim um poder ainda maior, provando ser a experiência real com Deus, testemunhada e ensinada ali, a responsável pelas transformações que tenho passado, à medida que me permito tamanha felicidade.

É de fato uma experiência real com Deus que acontece naquela comunidade. Como os homens que andaram com Cristo, assim como os que fazem parte da Nova Semente, tenho cada vez mais tido a consciência de quanto preciso continuar a andar com Deus, deixando-o na condução da minha vida, não podendo prescindir de forma alguma da Sua presença, e nem da Sua dependência que aprendi, me faz andar seguro por onde for, pois ouço a Sua voz, em especial pela Palavra que leio nas escrituras, vivenciando-as na prática.

Certa ocasião Jesus percebeu a atitude de alguns discípulos que antes andavam com Ele, começarem a se distanciar por não confiarem naquilo que Ele dizia. Foi que Ele então perguntou aos seus discípulos mais próximos se também eles desejavam ir. Respondeu Simão Pedro: Para onde iremos, se só tu tens a palavra da vida eterna. (João 6). Sinto-me como esse apóstolo. Para onde irei, e onde posso me apoiar e confiar, ainda que o mundo se prostre aos meus pés, se apenas em Cristo sinto meu coração, minha mente e meu espírito seguros e felizes de fato? E ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte, eu nada temerei, pois Tu estás comigo. (Salmo 23). Ao crermos nessa proteção, vivemos momentos que os olhos carnais não presenciam naturalmente.

Digo isso não porque minha vida já esteja plena das realizações que tenho sonhado junto ao sonho de Deus, mas por que ao andar com Ele, dependendo das palavras vivas que contêm a Sua pregação no evangelho de Cristo, percebo estar a caminho de uma forma que o mundo não pode entender. Percebo a existência do tempo de Deus pelo que Ele me conhece, e sabe quando estarei preparado para receber e assim conservar o seu melhor na minha vida. Percebo os sinais pelos quais Ele me direciona rumo aos seus sonhos. Percebo que erro menos e, quanto me sinto mais feliz por tudo que vivencio na sua Palavra quando a coloco em prática. Percebo que quanto mais escuto as pregações de meu pastor, mais aumenta a minha fé, mais compreendo minhas reais necessidades, e por fim, testemunho a mim mesmo todos os dias, o quanto a alegria de viver assim tem aumentado à medida em que permito a transformação dos sonhos de Deus em minha vida. (Jeremias 29:11-13)

Volto a reportar sobre a palestra de ontem no programa Viva, a que sugiro assistam clicando neste link, pois por ele testemunho o quanto o processo de conversão e bênçãos é um caminho interminável, pois senti um impacto tão grande, tão forte que não apenas a alegria de novos esclarecimentos tomou conta de mim, mas vivenciei a revelação de um medo que ainda estava oculto sem que eu conseguisse o confessar, fazendo de aspectos da minha vida paralisados, e o senti extirpado quando as lágrimas que correram em meu rosto, no momento da prece final, disseram ao meu coração que não devo temer, nem permitir que o passado se oculte em mim, mas viver a mesma certeza que viveu o paralítico a quem Jesus perdoou os pecados e, ao ouvir a voz do Mestre e crer que Ele tinha poder de vida eterna, levantou tomou sua maca e andou pela vida conforme os sonhos de Deus para ele.

Que a vida de todos vocês que me leem seja abençoada pela dependência de Deus.

Shalom Aleichem  

Ṣadi – Um Peregrino da Palavra

17
mar

# Morte e Vida

Percebo que se tornou um hábito escrever esta semente do domingo depois de ouvir as palestras do programa Viva que acontecem no sábado à tarde. Não que faltem testemunhos do dia a dia, razão da existência das sementes semanais, para traçar um paralelo com a palavra de Deus. Mas, depois que me mudei para outro Estado, não podendo estar presente às programações, tenho me voltado mais ao site Nova Semente, pois assim continuo no caminho em que Deus me colocou a ouvir verdades que têm transformado minha vida. Ainda que pelo tanto que tenho sido transformado desde que ingressei em fevereiro de 2006, creio que a distância tem exercido sobre mim um poder ainda maior, provando ser a experiência real com Deus, testemunhada e ensinada ali, a responsável pelas transformações que tenho passado, à medida que me permito tamanha felicidade.

É de fato uma experiência real com Deus que acontece naquela comunidade. Como os homens que andaram com Cristo, assim como os que fazem parte da Nova Semente, tenho cada vez mais tido a consciência de quanto preciso continuar a andar com Deus, deixando-o na condução da minha vida, não podendo prescindir de forma alguma da Sua presença, e nem da Sua dependência que aprendi, me faz andar seguro por onde for, pois ouço a Sua voz, em especial pela Palavra que leio nas escrituras, vivenciando-as na prática.

Certa ocasião Jesus percebeu a atitude de alguns discípulos que antes andavam com Ele, começarem a se distanciar por não confiarem naquilo que Ele dizia. Foi que Ele então perguntou aos seus discípulos mais próximos se também eles desejavam ir. Respondeu Simão Pedro: Para onde iremos, se só tu tens a palavra da vida eterna. (João 6). Sinto-me como esse apóstolo. Para onde irei, e onde posso me apoiar e confiar, ainda que o mundo se prostre aos meus pés, se apenas em Cristo sinto meu coração, minha mente e meu espírito seguros e felizes de fato? E ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte, eu nada temerei, pois Tu estás comigo. (Salmo 23). Ao crermos nessa proteção, vivemos momentos que os olhos carnais não presenciam naturalmente.

Digo isso não porque minha vida já esteja plena das realizações que tenho sonhado junto ao sonho de Deus, mas por que ao andar com Ele, dependendo das palavras vivas que contêm a Sua pregação no evangelho de Cristo, percebo estar a caminho de uma forma que o mundo não pode entender. Percebo a existência do tempo de Deus pelo que Ele me conhece, e sabe quando estarei preparado para receber e assim conservar o seu melhor na minha vida. Percebo os sinais pelos quais Ele me direciona rumo aos seus sonhos. Percebo que erro menos e, quanto me sinto mais feliz por tudo que vivencio na sua Palavra quando a coloco em prática. Percebo que quanto mais escuto as pregações de meu pastor, mais aumenta a minha fé, mais compreendo minhas reais necessidades, e por fim, testemunho a mim mesmo todos os dias, o quanto a alegria de viver assim tem aumentado à medida em que permito a transformação dos sonhos de Deus em minha vida. (Jeremias 29:11-13)

Volto a reportar sobre a palestra de ontem no programa Viva, a que sugiro assistam clicando neste link, pois por ele testemunho o quanto o processo de conversão e bênçãos é um caminho interminável, pois senti um impacto tão grande, tão forte que não apenas a alegria de novos esclarecimentos tomou conta de mim, mas vivenciei a revelação de um medo que ainda estava oculto sem que eu conseguisse o confessar, fazendo de aspectos da minha vida paralisados, e o senti extirpado quando as lágrimas que correram em meu rosto, no momento da prece final, disseram ao meu coração que não devo temer, nem permitir que o passado se oculte em mim, mas viver a mesma certeza que viveu o paralítico a quem Jesus perdoou os pecados e, ao ouvir a voz do Mestre e crer que Ele tinha poder de vida eterna, levantou tomou sua maca e andou pela vida conforme os sonhos de Deus para ele.

Que a vida de todos vocês que me leem seja abençoada pela dependência de Deus.

Shalom Aleichem  

Ṣadi – Um Peregrino da Palavra

17
mar

# Morte e Vida

Percebo que se tornou um hábito escrever esta semente do domingo depois de ouvir as palestras do programa Viva que acontecem no sábado à tarde. Não que faltem testemunhos do dia a dia, razão da existência das sementes semanais, para traçar um paralelo com a palavra de Deus. Mas, depois que me mudei para outro Estado, não podendo estar presente às programações, tenho me voltado mais ao site Nova Semente, pois assim continuo no caminho em que Deus me colocou a ouvir verdades que têm transformado minha vida. Ainda que pelo tanto que tenho sido transformado desde que ingressei em fevereiro de 2006, creio que a distância tem exercido sobre mim um poder ainda maior, provando ser a experiência real com Deus, testemunhada e ensinada ali, a responsável pelas transformações que tenho passado, à medida que me permito tamanha felicidade.

É de fato uma experiência real com Deus que acontece naquela comunidade. Como os homens que andaram com Cristo, assim como os que fazem parte da Nova Semente, tenho cada vez mais tido a consciência de quanto preciso continuar a andar com Deus, deixando-o na condução da minha vida, não podendo prescindir de forma alguma da Sua presença, e nem da Sua dependência que aprendi, me faz andar seguro por onde for, pois ouço a Sua voz, em especial pela Palavra que leio nas escrituras, vivenciando-as na prática.

Certa ocasião Jesus percebeu a atitude de alguns discípulos que antes andavam com Ele, começarem a se distanciar por não confiarem naquilo que Ele dizia. Foi que Ele então perguntou aos seus discípulos mais próximos se também eles desejavam ir. Respondeu Simão Pedro: Para onde iremos, se só tu tens a palavra da vida eterna. (João 6). Sinto-me como esse apóstolo. Para onde irei, e onde posso me apoiar e confiar, ainda que o mundo se prostre aos meus pés, se apenas em Cristo sinto meu coração, minha mente e meu espírito seguros e felizes de fato? E ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte, eu nada temerei, pois Tu estás comigo. (Salmo 23). Ao crermos nessa proteção, vivemos momentos que os olhos carnais não presenciam naturalmente.

Digo isso não porque minha vida já esteja plena das realizações que tenho sonhado junto ao sonho de Deus, mas por que ao andar com Ele, dependendo das palavras vivas que contêm a Sua pregação no evangelho de Cristo, percebo estar a caminho de uma forma que o mundo não pode entender. Percebo a existência do tempo de Deus pelo que Ele me conhece, e sabe quando estarei preparado para receber e assim conservar o seu melhor na minha vida. Percebo os sinais pelos quais Ele me direciona rumo aos seus sonhos. Percebo que erro menos e, quanto me sinto mais feliz por tudo que vivencio na sua Palavra quando a coloco em prática. Percebo que quanto mais escuto as pregações de meu pastor, mais aumenta a minha fé, mais compreendo minhas reais necessidades, e por fim, testemunho a mim mesmo todos os dias, o quanto a alegria de viver assim tem aumentado à medida em que permito a transformação dos sonhos de Deus em minha vida. (Jeremias 29:11-13)

Volto a reportar sobre a palestra de ontem no programa Viva, a que sugiro assistam clicando neste link, pois por ele testemunho o quanto o processo de conversão e bênçãos é um caminho interminável, pois senti um impacto tão grande, tão forte que não apenas a alegria de novos esclarecimentos tomou conta de mim, mas vivenciei a revelação de um medo que ainda estava oculto sem que eu conseguisse o confessar, fazendo de aspectos da minha vida paralisados, e o senti extirpado quando as lágrimas que correram em meu rosto, no momento da prece final, disseram ao meu coração que não devo temer, nem permitir que o passado se oculte em mim, mas viver a mesma certeza que viveu o paralítico a quem Jesus perdoou os pecados e, ao ouvir a voz do Mestre e crer que Ele tinha poder de vida eterna, levantou tomou sua maca e andou pela vida conforme os sonhos de Deus para ele.

Que a vida de todos vocês que me leem seja abençoada pela dependência de Deus.

Shalom Aleichem  

Ṣadi – Um Peregrino da Palavra

17
mar

# Morte e Vida

Percebo que se tornou um hábito escrever esta semente do domingo depois de ouvir as palestras do programa Viva que acontecem no sábado à tarde. Não que faltem testemunhos do dia a dia, razão da existência das sementes semanais, para traçar um paralelo com a palavra de Deus. Mas, depois que me mudei para outro Estado, não podendo estar presente às programações, tenho me voltado mais ao site Nova Semente, pois assim continuo no caminho em que Deus me colocou a ouvir verdades que têm transformado minha vida. Ainda que pelo tanto que tenho sido transformado desde que ingressei em fevereiro de 2006, creio que a distância tem exercido sobre mim um poder ainda maior, provando ser a experiência real com Deus, testemunhada e ensinada ali, a responsável pelas transformações que tenho passado, à medida que me permito tamanha felicidade.

É de fato uma experiência real com Deus que acontece naquela comunidade. Como os homens que andaram com Cristo, assim como os que fazem parte da Nova Semente, tenho cada vez mais tido a consciência de quanto preciso continuar a andar com Deus, deixando-o na condução da minha vida, não podendo prescindir de forma alguma da Sua presença, e nem da Sua dependência que aprendi, me faz andar seguro por onde for, pois ouço a Sua voz, em especial pela Palavra que leio nas escrituras, vivenciando-as na prática.

Certa ocasião Jesus percebeu a atitude de alguns discípulos que antes andavam com Ele, começarem a se distanciar por não confiarem naquilo que Ele dizia. Foi que Ele então perguntou aos seus discípulos mais próximos se também eles desejavam ir. Respondeu Simão Pedro: Para onde iremos, se só tu tens a palavra da vida eterna. (João 6). Sinto-me como esse apóstolo. Para onde irei, e onde posso me apoiar e confiar, ainda que o mundo se prostre aos meus pés, se apenas em Cristo sinto meu coração, minha mente e meu espírito seguros e felizes de fato? E ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte, eu nada temerei, pois Tu estás comigo. (Salmo 23). Ao crermos nessa proteção, vivemos momentos que os olhos carnais não presenciam naturalmente.

Digo isso não porque minha vida já esteja plena das realizações que tenho sonhado junto ao sonho de Deus, mas por que ao andar com Ele, dependendo das palavras vivas que contêm a Sua pregação no evangelho de Cristo, percebo estar a caminho de uma forma que o mundo não pode entender. Percebo a existência do tempo de Deus pelo que Ele me conhece, e sabe quando estarei preparado para receber e assim conservar o seu melhor na minha vida. Percebo os sinais pelos quais Ele me direciona rumo aos seus sonhos. Percebo que erro menos e, quanto me sinto mais feliz por tudo que vivencio na sua Palavra quando a coloco em prática. Percebo que quanto mais escuto as pregações de meu pastor, mais aumenta a minha fé, mais compreendo minhas reais necessidades, e por fim, testemunho a mim mesmo todos os dias, o quanto a alegria de viver assim tem aumentado à medida em que permito a transformação dos sonhos de Deus em minha vida. (Jeremias 29:11-13)

Volto a reportar sobre a palestra de ontem no programa Viva, a que sugiro assistam clicando neste link, pois por ele testemunho o quanto o processo de conversão e bênçãos é um caminho interminável, pois senti um impacto tão grande, tão forte que não apenas a alegria de novos esclarecimentos tomou conta de mim, mas vivenciei a revelação de um medo que ainda estava oculto sem que eu conseguisse o confessar, fazendo de aspectos da minha vida paralisados, e o senti extirpado quando as lágrimas que correram em meu rosto, no momento da prece final, disseram ao meu coração que não devo temer, nem permitir que o passado se oculte em mim, mas viver a mesma certeza que viveu o paralítico a quem Jesus perdoou os pecados e, ao ouvir a voz do Mestre e crer que Ele tinha poder de vida eterna, levantou tomou sua maca e andou pela vida conforme os sonhos de Deus para ele.

Que a vida de todos vocês que me leem seja abençoada pela dependência de Deus.

Shalom Aleichem  

Ṣadi – Um Peregrino da Palavra

17
mar

# Morte e Vida

Percebo que se tornou um hábito escrever esta semente do domingo depois de ouvir as palestras do programa Viva que acontecem no sábado à tarde. Não que faltem testemunhos do dia a dia, razão da existência das sementes semanais, para traçar um paralelo com a palavra de Deus. Mas, depois que me mudei para outro Estado, não podendo estar presente às programações, tenho me voltado mais ao site Nova Semente, pois assim continuo no caminho em que Deus me colocou a ouvir verdades que têm transformado minha vida. Ainda que pelo tanto que tenho sido transformado desde que ingressei em fevereiro de 2006, creio que a distância tem exercido sobre mim um poder ainda maior, provando ser a experiência real com Deus, testemunhada e ensinada ali, a responsável pelas transformações que tenho passado, à medida que me permito tamanha felicidade.

É de fato uma experiência real com Deus que acontece naquela comunidade. Como os homens que andaram com Cristo, assim como os que fazem parte da Nova Semente, tenho cada vez mais tido a consciência de quanto preciso continuar a andar com Deus, deixando-o na condução da minha vida, não podendo prescindir de forma alguma da Sua presença, e nem da Sua dependência que aprendi, me faz andar seguro por onde for, pois ouço a Sua voz, em especial pela Palavra que leio nas escrituras, vivenciando-as na prática.

Certa ocasião Jesus percebeu a atitude de alguns discípulos que antes andavam com Ele, começarem a se distanciar por não confiarem naquilo que Ele dizia. Foi que Ele então perguntou aos seus discípulos mais próximos se também eles desejavam ir. Respondeu Simão Pedro: Para onde iremos, se só tu tens a palavra da vida eterna. (João 6). Sinto-me como esse apóstolo. Para onde irei, e onde posso me apoiar e confiar, ainda que o mundo se prostre aos meus pés, se apenas em Cristo sinto meu coração, minha mente e meu espírito seguros e felizes de fato? E ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte, eu nada temerei, pois Tu estás comigo. (Salmo 23). Ao crermos nessa proteção, vivemos momentos que os olhos carnais não presenciam naturalmente.

Digo isso não porque minha vida já esteja plena das realizações que tenho sonhado junto ao sonho de Deus, mas por que ao andar com Ele, dependendo das palavras vivas que contêm a Sua pregação no evangelho de Cristo, percebo estar a caminho de uma forma que o mundo não pode entender. Percebo a existência do tempo de Deus pelo que Ele me conhece, e sabe quando estarei preparado para receber e assim conservar o seu melhor na minha vida. Percebo os sinais pelos quais Ele me direciona rumo aos seus sonhos. Percebo que erro menos e, quanto me sinto mais feliz por tudo que vivencio na sua Palavra quando a coloco em prática. Percebo que quanto mais escuto as pregações de meu pastor, mais aumenta a minha fé, mais compreendo minhas reais necessidades, e por fim, testemunho a mim mesmo todos os dias, o quanto a alegria de viver assim tem aumentado à medida em que permito a transformação dos sonhos de Deus em minha vida. (Jeremias 29:11-13)

Volto a reportar sobre a palestra de ontem no programa Viva, a que sugiro assistam clicando neste link, pois por ele testemunho o quanto o processo de conversão e bênçãos é um caminho interminável, pois senti um impacto tão grande, tão forte que não apenas a alegria de novos esclarecimentos tomou conta de mim, mas vivenciei a revelação de um medo que ainda estava oculto sem que eu conseguisse o confessar, fazendo de aspectos da minha vida paralisados, e o senti extirpado quando as lágrimas que correram em meu rosto, no momento da prece final, disseram ao meu coração que não devo temer, nem permitir que o passado se oculte em mim, mas viver a mesma certeza que viveu o paralítico a quem Jesus perdoou os pecados e, ao ouvir a voz do Mestre e crer que Ele tinha poder de vida eterna, levantou tomou sua maca e andou pela vida conforme os sonhos de Deus para ele.

Que a vida de todos vocês que me leem seja abençoada pela dependência de Deus.

Shalom Aleichem  

Ṣadi – Um Peregrino da Palavra

1 2