Faça-se a Tua Vontade

Faça-se a Tua Vontade

Por |

Anteontem escrevi nesse Blog sobre aqueles que fazem suas petições ao Pai sem saberem ao certo o que desejam. Ainda nessa linha quero falar sobre aqueles que sabem o que querem, mas querem as coisas do seu jeito.

Um monge, necessitando de óleo, plantou uma muda de oliveira. Pediu ao Pai chuvas brandas para que as tenras raízes da planta fossem regadas, a chuva veio. Depois orou pedindo sol, o sol brilhou em meio às escuras nuvens. A seguir pediu neve, pois a planta precisava se fortalecer, veio a neve, mas à noite a planta estava morta.

Desconsolado, foi ao quarto de outro monge e relatou sua triste experiência ao irmão de fé. O outro disse que também plantara uma pequena árvore, mas que ela estava muito viçosa e ele quis saber o segredo, “Orei ao Pai, mas, ao invés de ficar pedindo isto ou aquilo, disse-Lhe que confiava plenamente nEle e que queria que Ele cuidasse da planta do modo que achasse melhor”.

Muitos elevam sua prece ao Eterno, mas fazem como o primeiro monge, ao invés de pedir que o Pai faça a Sua vontade pedem o que acham ser o melhor. O Pr. Kleber Gonçalves tem uma frase que acho muito apropriada neste instante: “Cuidado com o que você pede a Deus, vai que Ele concede e você não vai gostar do resultado”. Muitas vezes o Eterno tenta cumprir Sua vontade em nossa vida, mas, insistimos tanto em que as coisas sejam feitas do nosso modo, que Ele nos atende o pedido, apenas para vermos, lá adiante, o erro que foi não deixar que agisse à Sua maneira.

É importante saber o que realmente queremos do Pai, mas, muito mais importante ainda, é deixarmos que a Sua vontade seja feita. Ore, peça, mas deixe-O agir livremente.