Monthly Archive: maio 2013

31
maio

Nosso encontro amanhã no Viva, às 19h

Comunicação

Caros amigos da Nova Semente,
.
Neste fim de semana Pr. Kleber Gonçalves vai apresentar o terceiro capítulo da série O SABOR DA VIDA, analisando cada aspecto do “fruto do Espírito” mencionado por Paulo no livro de Gálatas. Nesta palestra iremos aprender como podemos desenvolver cada uma dessas características do fruto do Espírito em nossa vida pessoal até atingirmos a plenitude que Deus espera de cada um de nós.
.
Ao olharmos para nosso auditório queremos ver todos vocês neste grande encontro.
.
Nos vemos lá!
.
.

31
maio

O sinal de Jesus

admin

É fato: existem pessoas boas e más em todas as religiões, filosofias, crenças e formas de pensar. Até certo ponto isto chega a ser intrigante pois, se existe uma visão correta de mundo, os adeptos dela deveriam ser os únicos bons. Se assim fosse, para saber qual é a doutrina verdadeira, bastaria ver o exemplo deles e seguir os que possuem um bom modelo de vida.

Certo dia um homem me iluminou quanto a este assunto. Eu estava na av. Paulista com a Juventude Nova Semente, um grupo de jovens da comunidade que faço parte, e o pastor que estava conosco leu estas palavras de Jesus:
“Amem-se uns aos outros. Como eu os amei, vocês devem amar-se uns aos outros. Esse profundo amor que vocês tiverem uns pelos outros provará ao mundo que vocês são meus discípulos.” (João 13:34 e 35)

Interessante, o amor de uns pelos outros é o sinal, a característica dos discípulos de Cristo. Jesus disse que isto provaria ao mundo quem são os Seus seguidores.

Tendo consciência disso, e lembrando de que Jesus disse que possui ovelhas que são de outro curral (João 10:16), só posso concluir que Cristo tem discípulos de todas as crenças, descrenças, filosofias e religiões,  inclusive aquelas que não são cristãs.  Discípulos que nem sabem que são Seus seguidores.  Não estou pregando o relativismo aqui. Acredito em uma Verdade absoluta e A procuro todos os dias. Mas o fato é: mesmo aqueles que nunca ouviram falar deste Homem de Nazaré, podem ser mais discípulos do que muitos que estudam Sua vida e propagam Seu nome.

30
maio

Essa ignorância tem futuro

Marco Aurélio Brasil

O personagem dos quadrinhos Calvin, de Bill Watterson, estava certa vez na sala de aula quando sua professora perguntou se alguém tinha alguma pergunta a fazer. Ele levantou a mão e disparou: qual o sentido da vida? A professora fez um muxoxo e respondeu: alguma pergunta sobre a matéria da aula, Calvin! E ele lamenta: é que eu queria resolver os problemas básicos pra depois passar a essas coisas menos importantes…

Volta e meia me deparo com perguntas como: de que forma Deus julgará os índios? E os bebês recém nascidos? E um chinês que viveu há três mil anos? E alguém que está numa religião furada, mas sinceramente?…

Não gostaria de entrar no mérito das indicações que a Bíblia nos dá para a forma como Deus julgará as pessoas, o assunto deste texto é justamente o de demonstrar que há um tempo para tudo.

Deixa eu explicar. Quando me perguntam coisas como essas que eu escrevi acima, costumo responder: Você já leu Apocalipse 15:3 e 4? Bom, a Bíblia não usa o termo “índios” em nenhum momento, mas ela me diz que um dia os salvos todos estarão louvando a Deus e bradando com alta voz que Ele é justo e Seus caminhos são perfeitos. E diz quando isso acontecerá: será logo após que Seus juízos sejam manifestos, ou seja, quando eles puderem estudar os critérios que Deus usou em cada caso! A gente pode inferir algumas coisas, alguns conceitos a respeito do Juízo Final, mas nunca teremos todas as respostas como se fossem matemáticas, exatas.

Veja também o exemplo de Jó. ele estava encafifado com o porque de estar sofrendo tanto se não havia pecado. Deus vem e lhe responde: isso aconteceu porque Satanás veio Me dizer que você Me servia só por comodidade, que você não resistiria à prova e Eu quis demonstrar ao Universo que é possível alguém observar Minha lei mesmo nesse contexto de pecado. Foi isso? Hum… não, não foi. Ele disse: Jó, onde você estava quando Eu criei o mundo? Você sabe quem foi que mediu a Terra, fixou seus limites, criou uma noite após um dia e um dia após uma noite? Você sabe o tempo do parto de uma cabra montanhesa? Você consegue numerar as nuvens? Você pode sujeitar um animal selvagem? etc etc etc.

Que estranha resposta de Deus! Por que não revelou a Jó logo de uma vez o que estava acontecendo? Por que Deus não veio e fez um discurso teológico mostrando que o sofrimento não é castigo de Deus, mas resultado do pecado?

E de pensar nisso tudo, concluí que tudo o que eu sei é que não posso saber todas as coisas agora, nesse ambiente, com essa minha mente pequenininha, estreita, fraca, e que o que me importa saber de verdade agora é que Cristo morreu pra me salvar e que confiar nisso é a chave para um dia estar num ambiente em que todas as respostas estarão à mão!

É duro parar de me debater, de espernear atrás das respostas, respirar fundo e confiar, mas minha confiança está em que aquele que invocar o nome de Jesus Cristo será salvo (Romanos 10:13). E lá verá a manifestação dos juízos de Deus. E entenderá. E louvará. Pode ser que a gente só descubra o “sentido da vida” no final, depois de descobrimos as coisas menores, mas com certeza este é o sentido para a vida aqui nessa Terra: confiar.

29
maio

Perigo!

Gelson de Almeida Jr.

Tilly Smith, garota londrina, de aparência frágil, 10 anos na época, salvou dezenas de vidas quando o tsunami atingiu a costa tailandesa no Natal de 2004. Dias antes estudara em sua escola sobre tsunamis. Ela estava hospedada com sua família em um hotel na praia de Maikhao. Quando viu que a maré retrocedia rapidamente identificou o sinal de que uma grande onda estava se formando e o perigo estava próximo. Avisou os pais que, por sua vez, avisaram a gerência do hotel. Todos saíram rapidamente do local e quando a onda chegou ninguém foi atingido. Foi a única praia onde todos saíram ilesos (http://www.youtube.com/watch?v=V0s2i7Cc7wA&hd=1)

Uma aula de Geografia, uma aluna aplicada e dezenas de pessoas salvas. Quando assistiu a aula nem imaginava o quanto aquilo seria útil, duas semanas mais tarde, porém, mostrou-se vital, salvou sua vida de seus pais e de outros turistas.

Ao ouvirem Cristo falar sobre o fim de todas as coisas, os discípulos, preocupados pergutaram-lhe quando isto aconteceria. Ele listou uma série de eventos que seriam os sinais aos quais deveriam estar atentos para não serem pegos de surpresa, pois o fim estaria próximo (Lucas 21:28 e 31).

Assim como Tilly Smith estudou sobre o assunto, prestou atenção aos sinais e avisou os outros do perigo, devemos fazer o mesmo, estudar a Palavra de Deus, estar atentos aos sinais e avisar os que nos rodeiam do perigo que se aproxima. A “onda” destruidora está chegando, você está a salvo? Quantos poderá salvar com seu trabalho?

28
maio

Ordinário, marche!

Marco Aurélio Brasil

Sabe, a vida de soldado não é nada fácil, especialmente no meio de uma guerra. Eles são obrigados a enfrentar situações terríveis, privando-se duma porção de coisas que julgamos indispensáveis. Comida, por exemplo. Eles comem uma ração tão gostosa quanto casca de árvore, e em pequena quantidade.

Eles têm que andar quilômetros e quilômetros todo dia, através de trilhas acidentadas, embaixo de sol e chuva, dormindo ao relento, passando frio e calor, com os pés em frangalhos, picados de mosquitos, sem compaixão de qualquer lado, tendo que superar as próprias forças pra continuar andando, seja lá quais forem as condições, mesmo sabendo que estão servindo de alvo para o inimigo e que a qualquer momento podem vir a morrer.

Em suma, nada de moleza; situações que ninguém em sã consciência escolheria viver.

Bom, se você pensa em se alistar no exército de Cristo, pode esperar dureza, também. Pode ter certeza que vai sofrer muitas privações. Apenas um amor muito profundo pelo nosso General nos fará bons soldados. E esses bons soldados têm uma esperança que os soldados desse mundo não têm: eles vão reinar com o Comandante! Assim, se alguém se alistou esperando obter favores, amizades com pessoas interessantes, folga no final de semana, trabalho missionário de fachada, com a ideia de que quando der na telha pode tirar a pesada armadura e ficar à paisana, com os pés para o alto, vendo TV, é já a hora de levar esse puxão de orelhas. Essa atitude deixa o exército de Deus desguarnecido no ponto que você deveria estar ocupando! Quem ama demais o comodismo e as facilidades dessa vida, tem sua capacidade de abnegação e perseverança atrofiadas, e quando Deus chama por soldados não aparece ninguém dizendo: eis-me aqui, envia-me a mim.

É só olhar em volta e você vai ver que há muito trabalho duro a ser feito, e feliz vai ser quem estiver pronto para o que der e vier quando seu nome for chamado.

Estamos em pleno campo de batalha! Somos o exército revolucionário, queremos subverter o poder instalado. Não há mais tempo para ócio, pra inatividade ou pra prática de interesses egoístas! Depois de uma vitória, a gente deve trabalhar mais, exatamente porque cada vitória aumenta nossa força e nossa confiança, elementos que não podem ser ignorados, já que produzem um efeito tão devastador a favor de Cristo! Batalha sobre batalha.

27
maio

#grandeza de coração

Adriano Vargas

Deu também Deus a Salomão, grandíssimo entendimento e larga inteligência…” I Reis 4:29

 

Dá-se muita ênfase ao valor da busca da capacidade intelectual  através de anos de estudos e pesquisas. Contudo, encher simplesmente a mente de informações não produz necessariamente grandeza. É triste confessar, mas algumas pessoas não passam de “tolos educados”.

Por outro lado, Salomão foi bem equilibrado em sua perspectiva. Isso porque além de sabedoria e muito entendimento, Deus também lhe deu grandeza de coração.

Eu acredito na educação (tanto que casei com uma educadora, rs…sério!), mas gostaria de fazer uma advertência a todas as pessoas que estão lutando por uma superioridade acadêmica: Não perca nunca a perspectiva humana! Apenas quando a cultura vem associada com um interesse genuíno pelos outros e um desejo sincero de honrar a Deus com sua capacidade, é que seremos verdadeiramente sábios e extremamente úteis.

O conhecimento acadêmico sempre chega ao seu mais alto nível de utilidade quando vem acompanhado de “grandeza de coração”. #ficaAdica

Para cuidar de você mesmo, use a CABEÇA; para cuidar dos outros, o CORAÇÃO. #prontofalei

26
maio

# Vencedores

No texto deste sábado fiz alusão às pregações que nos levam a meditarmos sobre a fé que sustentou homens como Jó, José, Elias e Estevão entre tantos outros, mesmo no tempo da Nova Aliança, diante das dores, perseguições e humilhações a que foram submetidos em razão do seu amor a Deus.

Quero fazer justiça a dois personagens desse texto do sábado passado. Ao leitor e ao pregador. Acima de tudo, à Palavra Sagrada.

Quanto ao leitor, que pode ser o pregador também, quero dizer o óbvio. Problemas todos nós passamos. Não quero menosprezar a vida e nem os problemas de ninguém. Contudo, ao falar dos problemas naquele texto, me referia especialmente àqueles vividos no seu extremo, onde a fé é posta a prova de forma que quase nos leva à loucura. Aí reside toda a diferença que tornou a vida de Jó, José, Elias e tantos outros, marcos do cristianismo verdadeiro.

E quando digo problemas extremos, passo por aqueles que ainda estão sendo preparados pelo mundo para perseguirem os crentes, especialmente os que guardam os mandamentos e a fé no Messias.

Quanto aos pregadores do sermão acima mencionado, justiça seja feita, pois quando falam desse tipo de prova, estão a falar não apenas da fé daqueles homens, mas, todo o restante da pregação é dedicada a dizer sobre como se alimentar da fé, a como fortalecer-se com a fé, a como viver da fé, pois caso a cristão venha a ser confrontado, seja como for, possa, enfim, estar preparado.

Justiça seja feita aos pregadores, seus sermões têm como base a verdade e a experiência.

Falando em experiência, saímos das igrejas e as coisas acontecem. Acontecem no mundo, por que o mundo não para. O mundo não descansa e nem há de dar descanso a você. Ele o cercará de todas as maneiras. Seja para distraí-lo. Seja para atacá-lo, se assim o interessar. E muitas vezes somos seduzidos a deixarmos o nosso dever de casa espiritual para depois, a fim de dar uma passeada pelo mundo.

Mas, quando saímos das igrejas, também as coisas acontecem em nosso contexto espiritual, ou melhor, em nosso relacionamento com Deus, pois é o  momento para colocamos em prática, segundo a segundo, a pregação que ouvimos no sábado, os versos que estudamos na bíblia, e as interpretações que aprendemos no estudo bíblico. E isso é feito por meio da fé, pois “sem fé é impossível agradar a Deus“, nos diz a palavra da Nova Aliança. (Hebreus 11:6).

Enfim, amados do Pai que os chamou, justificou, por que antes os amou, essas palavras não são um enfeite de um livro de cabeceira.  Meditem nestas palavras: “Quem nos separará do amor de Cristo? A tribulação, a angústia, a perseguição, a fome, o perigo? Está escrito: ‘Por amor de Ti somos entregues a morte todos os dias’. Mas em todas essas coisas somos mais do que vencedores”. (Romanos 8).

Shalom Aleichem!

Sady – Um Peregrino da Palavra

1 2 5