Monthly Archive: outubro 2011

29
out

# Manual de Instruções

A carga de informações e padrões que devemos adotar atualmente é tão forte e injusta, que não há como se desvencilhar de tal poderio por simples vontade. Requer a urgência do ato de voltarmos nossos olhos para as palavras de Jesus.

Que se faça hoje uma experiência. De posse do novo testamento, siga lendo apenas as frases ditas por Jesus. A percepção que se tem é que tais palavras não se afastam da verdade que vivemos nem um milímetro sequer. E para cada aviso encontrado poderemos também encontrar ao seu lado o meio para o escape ou equilíbrio de tais situações.

Quem fizer esta experiência certamente se enxergará em uma daquelas linhas. O evangelho é atual. O verdadeiro manual para passarmos por esta vida com dignidade. O único objeto e a única informação de que realmente precisamos para cada instante, pois, nele residem as únicas palavras que são eternas. Ali se poderá encontrar a paz em face do significado de todas as coisas à nossa volta. Que cada um possa encontrar nele a sua orientação.

Shabbat Shalom.

Sady Folch – Um Peregrino na Palavra   

28
out

Vai Passar

admin

Para onde vai o vento?

——————————–

“Tristeza não tem fim, felicidade sim” diz a letra de uma das mais famosas composições de Tom Jobim. O tema da melancolia e da raiva ou angústia pelo inconformismo frente às dificuldades deve ser, após o amor, o assunto mais explorado por expoentes de todas as artes.

A mágoa é algo que nos consome por dentro, Jó estava correto em sua ilustração: perdemos a motivação e a alegria, experimentamos desânimo, cada novo obstáculo nos afunda mais em nosso próprio estado de auto-piedade. É como se nossos ossos realmente se secassem.

Porém de nada adianta nos fazermos de vítimas injustiçadas. Talvez seja válido expressarmos nossas frustrações e tristezas como forma de desabafo. Mas que seja apenas para, após exteriorizarmos nossos sentimentos, nos darmos conta de que Deus se entristece ao ser deixado de lado.

A promessa é clara: “Os justos clamam, o Senhor os ouve e os livra de todas as suas tribulações. O Senhor está perto dos que têm o coração quebrantado e salva os de espírito abatido” (Salmos 34:17-18). A verdadeira injustiça é nos colocarmos longe de Deus durante os momentos difíceis. Ele está ao nosso lado, nos estendendo a mão. Basta pararmos de olhar para nosso próprio umbigo e erguer os olhos para Deus. Sim, é difícil atravessar a tribulação, mas logo vai passar. Devemos confiar em Deus e intensificar nosso relacionamento com Ele para ouvirmos Sua voz e Seus ensinamentos.

27
out

Mais feliz

Marco Aurélio Brasil

Quando o anjo Gabriel apareceu à adolescente Maria e comunicou que ela seria mãe do filho de Deus, a saudou chamando-a de “agraciada”. Ela havia achado graça aos olhos de Deus. Sua missão foi espetacular e sua experiência única na História humana.

Anos mais tarde, uma mulher anônima chegou a essa mesma conclusão: “Ora, enquanto ele {Jesus} dizia estas coisas, certa mulher dentre a multidão levantou a voz e lhe disse: Bem aventurado o ventre que te trouxe e os peitos em que te amamentaste” (Lucas 11:27)

Jesus não discordou. Realmente, Maria era uma bem aventurada, ou seja, era muito feliz por ter tido essa oportunidade. Mas Jesus aproveitou para dizer que havia uma classe de pessoas que podiam alcançar uma felicidade ainda maior que essa:

“Mas ele respondeu: Antes bem aventurados os que ouvem as palavras de Deus, e a observam” (Lucas 11:28).

Um privilégio ainda maior do que ser mãe do Filho de Deus está reservado para mim e para você se tão somente dermos ouvidos a Suas palavras e deixarmos que elas revolucionem nossa vida.

21
out

A Vontade de Deus

admin

O que Ele quer, afinal?
—————————————-

Argumentar sobre qual é a vontade de Deus é demasiadamente pretensioso para justificar os eventos que vivenciamos. Implica que queremos nos colocar no lugar dEle e que poderíamos fazer a obra divina, apesar de nosso limitado conhecimento. Dito isto, em vários trechos da Bíblia, Deus menciona a Sua vontade.

Em Hebreus 10:36 lemos: “Vocês precisam perseverar, de modo que, quando tiverem feito a vontade de Deus, recebam o que ele prometeu”. O mesmo verso em inglês, numa tradução livre, diz que “precisamos nos agarrar”. Mas o que devemos segurar? Há uma lista: a nossa fé, as promessas de Deus, o que acreditamos. No entanto, este é um passo após termos feito o que Ele quer.

E, afinal, o que Deus quer? Que sejamos pessoas não pecadoras, vivendo uma vida de dogmas e regras cada vez mais rígidas? Não. Deus deseja simplesmente que tratemos dos idosos e das crianças necessitadas, que alimentemos àqueles que não tem o que comer, que doemos roupas àqueles que estão nus. Este é um aspecto, o do amor ao próximo

A outra parte do compromisso que Deus nos pede é que simplesmente sejamos gratos à Ele, louvando-O pelas coisas que Ele nos proporciona. Que nos sintamos amados por Ele e que, por isso, devemos espalhar aos outros a mensagem da esperança. Esperança de que um dia Ele voltará e nos levará para um lugar sem pecado, dor, tristeza ou lágrimas.

20
out

Um outro tipo de rei

Marco Aurélio Brasil

Eu acredito que a Bíblia é a palavra do Deus vivo. Ao dizer isso, quero dizer que acredito que existe um Deus vivo, um Deus eterno, criador, onipotente. Uma das razões porque eu creio é o tipo de Deus que a Bíblia apresenta. Veja como Ele é descrito nesta passagem, por exemplo:

“Porque assim diz o Alto e o Excelso, que habita na eternidade e cujo nome é Santo: Num alto e santo lugar habito, e também com o contrito e humilde de espírito, para vivificar o espírito dos humildes e para vivificar o coração dos contritos.” (Isaías 57:15)

A glória segundo o padrão humano é uma estrada de mão única. Um rei é tratado com pompa e todo um cerimonial de louvor, tendo suas qualidades incensadas em prosa e verso simplesmente porque ele é rei. O ser humano almeja posições de destaque para alcançar esse tipo de deferência. O ser humano quer, a qualquer preço, estar destacado dos demais, ser superior.

A Bíblia descreve, portanto, um rei absolutamente diferente. Alguém que, embora sendo grande por definição, estando obviamente destacado e superior, se abaixa para levantar os pequenos. Deixa seu “alto e santo trono” para dar vida ao que estava morto.

Creio que existe um Deus porque os homens que escreveram a Bíblia não tinham nenhum exemplo humano para descrever a Deus dessa forma. É ilógico. É antinatural. É maravilhoso.

Deus debruçou-Se sobre você. Quer levantá-lo ao nível dEle. Quer olhar você nos olhos. É maravilhoso.

18
out

A Deus seja a glória

Gelson de Almeida Jr.

Dias atrás ao assistir à final dos 100m, nado de peito masculino, nos jogos Pan Americanos, vi dois brasileiros nos lugares mais altos do pódio. Felipe França venceu, por uma diferença mínima, o seu compatriota e levou a medalha de ouro. Quando perguntado, por uma repórter, sobre os seus sentimentos após a vitória ele simplesmente disse: “Glória a Deus, só isso, glória a Deus”, a repórter virou-se para o segundo colocado, que disse que havia feito o seu melhor, mas que estava feliz, pois o ouro estava no seu país. Novamente a repórter vira-se ao vencedor e lhe pede que fale do seu sentimento, novamente ele credita tudo a Jesus. Ela se dirige ao segundo colocado, troca mais algumas palavras. Olhando para o lado percebe que o ganhador se preparava para ir embora, numa terceira tentativa ela pede: – Felipe, só uma palavra antes de voce ir embora. Abrindo um largo sorriso e levantando mãos ao Céu ele diz: “Jesus”. Nem a festa, a emoção ou o cansaço fizeram o jovem deixar de louvar a Deus. No momento de sua maior conquista somente Deus merecia a glória.

Deus não entra em piscinas, em quadras, etc., para competir ou fazer algum atleta se sobrepor ao outro, mas é muito claro que tudo o que temos e somos, devemos a Ele. Hoje voce terá lutas, desafios e, por certo, muitas vitórias, mas não se esqueça, seja qual for a vitória ou a conquista, seja qual for o esforço empregado, ainda assim, louve a Deus por todas as maravilhas que Ele tem operado e ainda operará em sua vida.

15
out

# Em paz, porém, atento

A vida do ser humano, ainda que pareça ajustada em certas situações, deve estar preparada para momentos de crise. Costuma-se dizer que é na tempestade que se conhece o caráter do homem que a enfrenta. O desequilíbrio poderá vir na forma de doenças, de problemas pessoais, ou mesmo por meio do engano, e dependendo da maneira como o homem reaja, poderão acarretar o afastamento da fé até finalmente o afastamento completo de Deus.

Para todo aquele que crê, cuide que não deixe cair, e saiba que o conhecimento da palavra que o levou a se firmar no espírito de Cristo, a rocha dos séculos, é o que o faz consciente da defesa para todo o contexto vivido na carne e na batalha que há pela mente humana.

Viva por meio da palavra e, nela vigie dia e noite para que não se engane naquilo que é próprio do homem. E para com todas estas coisas, o faze com amor, vínculo da perfeição, para não ser alcançado pelo orgulho.    

Shabbat Shalom!

Sady Folch

13
out

Doçura Apreciada

admin

“Pois delas é o Reino dos Céus”

———————————————

Em Julho de 2011, os EUA praticamente pararam para acompanhar o julgamento de uma mãe acusada de ter, supostamente, matado sua própria filha de 2 anos de idade. No Brasil, casos de violência contra crianças também não são incomuns, tendo grande repercussão.

Em seu ministério, Jesus ressaltou a importância das crianças. No meio da multidão, Cristo advertiu os discípulos que as repreendiam. O livro de Marcos narra que Ele ficou indignado em ver a cena e exclamou: “Deixem vir a mim as crianças, não as impeçam; pois o Reino de Deus pertence aos que são semelhantes a elas. Digo-lhes a verdade: Quem não receber o Reino de Deus como uma criança, nunca entrará nele” e então as abençoou (Marcos 10:13-16).

A importância das crianças não é negada por Jesus, pelo contrário. Elas faziam parte de Seu ministério. E nós temos a missão de continuar este legado hoje, cuidando das crianças que encontramos ao nosso redor. Basta dedicarmos tempo e atenção ou ainda doando agasalhos e alimentos neste inverno rigoroso. Quando fazemos o bem a estes pequeninos, temos a oportunidade de conhecer melhor a Deus e entender melhor as nossas próprias inquietudes.


 

12
out

Gratidão genuína

Gelson de Almeida Jr.

“E, saltando ele, pôs-se em pé, e andou, e entrou com eles no templo, andando, e saltando, e louvando a Deus”. Atos 3:8

Num dia em que Pedro e João foram ao templo para adorar, encontraram, à porta do templo um coxo de nascença que para lá era levado, todos os dias, a fim de pedir esmolas. Quando ouviu o pedido do pobre homem, olhando fixamente em seus olhos, Pedro disse-lhe que não tinha nenhum bem material que pudesse lhe dar, mas, tomando-o pela mão, disse-lhe que, em nome de Jesus, andasse. Imediatamente o homem colocou-se em pé e começou a andar.

Qual foi a atitude do homem após a cura? Entrar no templo para adorar. Diariamente o homem era levado à porta do templo para pedir esmola, mas não passava dali, onde permanecia o dia todo. Durante muito tempo esta foi sua rotina, mas agora, curado, entrou no templo e não parava de louvar e glorificar o nome de Deus. Ele não cabia em si de contentamento pela graça alcançada, mas reconhecia de onde ele viera e qual deveria ser a sua atitude, louvar a Deus.

Pedimos as coisas mais diversas ao Eterno, mas qual tem sido nossa atitude assim que nosso pedido é atendido? O homem curado não parou um só instante de louvar e glorificar o nome do Altíssimo. Sua vida que, antes, era um constante pedir, agora se resumia em louvar e glorificar o Eterno. Não espere grandes milagres em sua vida, agradeça agora mesmo tudo o que deus tem feito por voce.

1 2